Quero receber as novidades por e-mail
Malas Pra Que Te Quero

Febre amarela: 7 coisas a saber antes de viajar

por Lívia Bergo

A cada ano, mais e mais países passam a exigir a apresentação do Certificado Internacional de Vacinação para a entrada de brasileiros em seu território. A vacina de febre amarela tornou-se um item quase obrigatório no checklist de viajantes brasileiros, devido aos surtos da doença que constantemente acometem nosso país.

Por este motivo, nós reunimos abaixo 7 informações fundamentais para quem pretende viajar para o exterior sem ter surpresas na imigração.

7 coisas sobre a febre amarela e o Certificado Internacional de Vacinação

Antes de saber mais, se você ainda não ativou as notificações, clica no sininho que aparece no canto inferior direito do site para ser informado sempre que tiver post novo. 😉

1. Nem todos os países exigem o Certificado

Nem todos os países exigem o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP). Os EUA e a Europa, por exemplo, estão entre os destinos que podem ser visitados sem necessidade da vacina de febre amarela.

Além disso, por conta do aumento da procura pelo documento, a Anvisa está emitindo o CIVP apenas para pessoas que possuam passagem emitida para países que exigem o documento. Por isso, antes de se desesperar, veja a lista de países que exigem vacina contra a Febre Amarela.

2. Nem todo mundo pode receber a vacina de febre amarela

Antes de correr para o posto de saúde, confira se você não faz parte de um dos grupos para os quais a vacina de febre amarela é contraindicada. Isso inclui gestantes, recém-nascidos, pessoas transplantadas, entre outros (veja lista completa aqui).

Nestes casos, o viajante deve ter um Atestado Médico de Isenção de Vacinação, escrito em inglês ou francês, e contactar um Centro de Orientação para a Saúde do Viajante (veja lista aqui) para saber como proceder. O site da Anvisa disponibiliza um modelo deste tipo de atestado de isenção (veja aqui). O atestado pode também ser apresentado em outro modelo, desde que contenha as mesmas informações.

3. Você pode já estar imunizado

É possível que você já tenha recebido a vacina de febre amarela no passado e isto esteja registrado no seu cartão de vacinação. Se este for o seu caso, é provável que este comprovante já seja suficiente para obtenção do Certificado Internacional de Vacinação. Confirme esta informação contactando o Centro de Orientação para a Saúde do Viajante mais próximo de você (veja lista aqui).

Veja também:
Lista de Países que exigem vacina contra a Febre Amarela

4. Quem deixa pra última hora, pode ser barrado.

A vacina de febre amarela leva até 10 dias para fazer efeito. Por isso ela deve ser tomada com uma antecedência mínima de 10 dias em relação a sua data de embarque. O não-cumprimento deste prazo pode impedir sua entrada no país de destino. 🙁

5. O Certificado Internacional de Vacinação exige a dose única

Por conta da necessidade de ampla vacinação em curto espaço de tempo, em alguns estados brasileiros foi adotada a dose fracionada da vacina de febre amarela. Isso significa que, salvo orientação em contrário, as pessoas vacinadas nestes locais receberão um volume menor da vacina, que por isso tem prazo reduzido de imunização (entre 8 e 10 anos).

Para ter direito a emissão do Certificado Internacional de Vacinação, o interessado precisa ter recebido a dose única (ou padrão) da vacina, que confere imunidade vitalícia. Por isso, ao se dirigir a um posto de saúde, leve consigo o comprovante de compra da passagem, o qual lhe dará direito à dose padrão da vacina de febre amarela.

6. É necessário preencher um cadastro

Após a vacinação, o próximo passo é preencher um pré-cadastro online. Para isso, acesse o site da Anvisa (clique aqui) e clique na opção “cadastrar novo”, que fica no canto superior direito da página.

7. O CIVP deve ser emitido num Centro de Orientação

Uma vez preenchido o pré-cadastro, você deverá comparecer a um Centro de Orientação para a Saúde do Viajante (veja lista aqui). Nesta listagem consta também o horário de funcionamento de cada centro, porém é recomendável que você faça um contato por telefone para confirmá-lo e não perder a viagem.

Para emissão do Certificado Internacional de Vacinação, você precisará apresentar o cartão nacional de vacinação (em que consta a aplicação da vacina de febre amarela) e um documento de identidade (RG, CNH, Passaporte etc.). No caso de menores de 18 anos, a certidão de nascimento é um documento válido e os pais ou responsáveis podem comparecer ao Centro de Orientação, sem necessidade de presença da criança ou adolescente.

E lembre-se: a vacinação é importante mesmo que você não tenha uma viagem marcada. Procure um posto de saúde e incentive sua família e amigos a protegerem sua comunidade contra a doença!

Bora planejar essa viagem?

Usando os links abaixo você nos ajuda a manter nosso site, sem pagar nada a mais por isso (e em alguns casos até ganha desconto 😊).

🏨 Hospedagem: reserve na Booking.com clicando AQUI 🏥 Seguro Viagem: ganhe 5% de desconto na Seguros Promo com o nosso cupom de desconto MALASPRAQUE5 🚘 Carro: alugue na Rentcars.com clicando AQUI 🏡 Airbnb: ganhe R$ 100 de desconto na sua 1ª hospedagem

Você também pode salvar os links acima como favoritos e usar sempre que for viajar!

Os Malas agradecem! 🤗


Outros posts que você deve gostar:
Lista de Países que exigem vacina contra a Febre Amarela
Programe seu Carnaval: dicas de destinos para cair na folia em 2018
10 lugares baratos para viajar tão legais quanto os caros
Saiba as novas regras de bagagem para voos nacionais

Compartilhe esta página e leve mais gente nessa viagem!